Archive for the Casos em que a ONU deixou ou demorou para atuar Category

Depravado ideológico da ONU justifica terrorismo

Posted in Casos em que a ONU deixou ou demorou para atuar on abril 24, 2008 by nonoacsa

Por Marcelo Ninio, na Folha:
Um relatório preparado por um investigador das Nações Unidas afirma que o terrorismo palestino é “conseqüência inevitável” da ocupação israelense e pode ser comparado à resistência ao nazismo e à luta contra o apartheid, o antigo regime de segregação racial da África do Sul. A comparação enfureceu a diplomacia israelense, que considerou o documento uma espécie de luz verde da organização ao terror.
O documento preparado por John Dugard, investigador independente da ONU para o conflito entre Israel e os palestinos, será apresentado no dia 17 de março no Conselho de Direitos Humanos da organização. Em um de seus trechos mais polêmicos, Dugard diz que é preciso lembrar o “contexto histórico” ao analisar a violência palestina.
“A história está repleta de exemplos de ocupações militares às quais se resistiu com violência, atos de terror. A ocupação alemã foi resistida por muitos países europeus durante a Segunda Guerra”, exemplifica, sem distinguir ações contra militares das que atingem civis.

 

[ a ONU DEVE agir nestes casos terroristas, para evitar mortes e desastres no mundo inteiro ]

Escândalo do programa Petróleo por Comida

Posted in Casos em que a ONU deixou ou demorou para atuar on abril 24, 2008 by nonoacsa
Desde que Saddam Hussein foi afastado do poder no Iraque, em abril de 2003, vem surgindo alegações de que houve fraudes no programa de troca de petróleo por comida, administrado pela ONU até então para ajudar o povo iraquiano.

O escândalo veio à tona no início do ano passado, depois que um jornal iraquiano publicou uma lista de cerca de 270 pessoas e organizações – entre elas funcionários da ONU, políticos e empresas – que teriam lucrado com a venda irregular de petróleo enquanto o programa estava em vigor.

A ONU foi criticada, já que era a organização responsável pela administração do Petróleo por Comida.

Políticos e funcionários da ONU de dezenas de países ficaram sob suspeita de terem sido subornados para fazer lobby em favor do Iraque, para que as sanções fossem derrubadas. Representantes das Nações Unidas também estão sendo acusados de não ter agido para acabar com as irregularidades.

Mas os simpatizantes da ONU dizem que é inevitável que erros ocorram no gerenciamento de uma grande operação como o Petróleo por Comida.

Ação da ONU

Posted in Casos em que a ONU deixou ou demorou para atuar on abril 24, 2008 by nonoacsa

A ONU só atua em estados nacionais. Por este fato ela acaba deixando ou tardando para atuar em diversas regiões.

Aqui vão exemplos onde ela demorou ou não atuou:

- Tibete

- Favelas da África

- Não superou as divisões sobre o Iraque

- Não tinha habilidades para atuar  no Haiti

- Não combate o terrorismo em diversos lugares

- Não resolveu problemas atuais do meio ambiente

- Não combateu o conflito de Darfur

- Fracassou nas missões de paz da África

 

[ concluimos que muitas regiões apresentam situação precárias pelo fato da ONU não atuar e não agir. O mundo nos dias de hoje , apresenta grande desigualdade, a ONU deve agir nessas regiões! O conselho de segurança é composto por 15 países que apresentam muito poder, ou seja, eles tem capacidade, podem e devem agir nessas áreas para assim mudar as condições da população, mudar quem sabe o nosso mundo, e atingir de fato seus objetivos.)

Conflito de Darfur

Posted in Casos em que a ONU deixou ou demorou para atuar on abril 23, 2008 by nonoacsa

O conflito de Darfur é um conflito armado em andamento na região de Darfur, no oeste do Sudão, que opõe principalmente os janjawid - milicianos recrutados entre os baggara, tribos nômades africanas de língua árabe e religião muçulmana – e os povos não-árabes da área.

A mídia vem descrevendo o conflito como um caso de “limpeza étnica” e de “genocídio“. O governo dos EUA também o considera genocídio, embora as Nações Unidas ainda não o tenham feito, pois a China, grande parceira comercial do governo sudanês, defende o país em todos os fóruns internacionais que abordam o tema. Algumas propostas de intervenção militar internacional realizadas na ONU não foram aprovadas por veto deste país.

Campo de refugiados no sul de Darfur.Campo de refugiados

O fracasso das missões de paz da África

Posted in Casos em que a ONU deixou ou demorou para atuar on abril 23, 2008 by nonoacsa

 O papel da ONU  no mundo comtemporâneo vem sendo muito debatido, os defensores dizem que se não fossem as reuniões e os protocolos, temas como o direito da mulher, os direitos humanos e os problemas ambientais não estariam presentes nas negociações entre os países. Já os críticos acusam a perda de tempo, veêm a Organização como um lugar de discussões que não produzem resultados concretos. A Organização foi desacreditada quando os Estados Unidos desflagaram uma operação militar no Iraque á revelia do Conselho de Segurança. O fracasso das missões de paz da África ao lingo das décadas de 1970 e 1980 é também lembrado pelos críticos.

 

A ONU deixando de atuar

Posted in Casos em que a ONU deixou ou demorou para atuar on abril 23, 2008 by nonoacsa

 Muita gente progressista em todo o mundo costumava considerar a Organização das Nações Unidas (ONU) como a melhor instituição para a solução pacífica de conflitos e para servir a causa da justiça, livre de controle dos interesses das grandes potências. Dentro da ONU, o secretário-geral era considerado como uma pessoa equânime, íntegra e, sobretudo, que não podia ser persuadida pelas grandes potências. Para alguns esquerdistas pós-modernos, como Toni Negri, a ONU era um novo modelo para um governo mundial.

A história recente ensina-nos uma lição diferente — a atroz bancarrota da ONU como instituição para a paz e a decadência moral da função de secretário-geral da ONU sob Kofi Annan. Por várias vezes vimos como a ONU permaneceu passiva ou realmente colaborou com guerras de agressão, limpeza étnica e genocídio económico. Para sermos justos, a ONU, nas décadas anteriores, estava longe de ser uma organização perfeita.

Bandeira da ONU.

2. O papel da ONU  no mundo comtemporâneo vem sendo muito debatido, os defensores dizem que se não fossem as reuniões e os protocolos, temas como o direito da mulher, os direitos humanos e os problemas ambientais não estariam presentes nas negociações entre os países. Já os críticos acusam a perda de tempo, veêm a Organização como um lugar de discussões que não produzem resultados concretos. A Organização foi desacreditada quando os Estados Unidos desflagaram uma operação militar no Iraque á revelia do Conselho de Segurança. (!!! PESQUISAR SOBRE ISSO DEPOIS!!!) O fracasso das missões de paz da África ao lingo das décadas de 1970 e 1980 é também lembrado pelos críticos.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.