ONU: atual modelo agrário do Brasil não combate a fome

Agência Estado A América Latina e o Brasil tem todas as condições de serem de fato os celeiros do mundo, mas precisam promover uma reforma profunda em sua estrutura agrária para acabar com a pobreza e a fome, além de garantir que o meio ambiente será preservado. A informação foi divulgada hoje, em um relatório encomendado pelo Banco Mundial (Bird) e pela Organização das Nações Unidas (ONU) e que alerta que o modelo da agricultura brasileira não solucionou a crise social no País nos últimos 50 anos.

 

Cerca de 400 cientistas e especialistas de todo o mundo fizeram parte do esforço de pesquisa e concluíram que os países latino-americanos usam apenas 25% da capacidade agrícola da região. O alerta é feito em meio a uma das maiores crises de alimentos no mundo nos últimos 30 anos. Para os especialistas, a reforma no setor agrícola na região será necessária para garantir a segurança alimentar da população latino-americana.

 

Segundo o levantamento, submetido aos diversos governos, entre eles o Brasil, a América Latina tem o maior estoque de terras aráveis do mundo, com 576 milhões de hectares (cada hectare corresponde a 10 mil metros quadrados). Isso representa 30% de toda terra áravel do planeta, sendo que uma parte substancial está no Brasil.

 

O problema, segundo os especialistas, é que essas terras estão concentradas nas mãos de poucos e não são usadas de forma eficiente. Para piorar, a produção agrícola é altamente poluente na região, afetando a disponibilidade de terras no futuro.

 

A conclusão do levantamento é que, nos últimos 50 anos, o modelo agrícola da região trouxe poucos benefícios sociais e 54 milhões de pessoas ainda passam fome. O problema, segundo o estudo, não é a falta de capacidade de produzir alimentos. Um maior cultivo não adiantaria para garantir o fim da fome na região e a solução teria de vir de uma nova estrutura agrária. Segundo o documento, os pobres latino-americanos sofreram uma perda de seu acesso a terras nos últimos 50 anos.

 

 

[  A ONU CRITICA MAIS NÃO FAZ NADA PARA REVERTER ESTA SITUAÇÃO ESTÁ TARDANDO PARA AGIR  ]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: